Como escolher uma prancha de windsurf

A prancha de windsurf, ou prancha à vela, utiliza-se com um mastro, uma vela e uma retranca para se mover na água impulsionada pelo vento. Pode ter uma ou mais quilhas e um patilhão, que permitirão que a prancha se desloque na direção pretendida. Este guia trata unicamente da escolha da prancha de windsurf, não sendo os restantes equipamentos aqui abordados.

Há vários modelos de pranchas à vela com diferentes características. A escolha vai depender do tipo de windsurf que se pretende praticar.

Pranchas de windsurf: ver produtos

  • Quais os critérios de escolha de uma prancha de windsurf?

    Prancha de windsurf JP Australia

    Para escolher a prancha à vela mais adequada às suas necessidades, importa ter em conta diversos critérios, a começar pelo tipo de windsurf que vai praticar. A sua decisão deve basear-se, igualmente, em fatores como o seu peso e nível. Também é essencial considerar o tamanho da vela e o seu impacto na prática do windsurf.

    Principais fatores a considerar:

    • Nível do velejador
    • Peso do velejador
    • Categoria de windsurf (speed, ondas, slalom, freestyle, etc.)
    • Tamanho da vela
  • Como escolher uma prancha de windsurf para principiantes?

    Prancha de windsurf Starboard

    Quem estiver a iniciar-se no windsurf deve optar por uma prancha larga e de maior volume, que oferecerá melhor estabilidade e flutuabilidade. Em geral, as pranchas para principiantes estão também equipadas com um patilhão rebatível, igualmente conhecido por “bolina retrátil”. Possuem, ainda, um revestimento especial para não irritar a pele, pois um velejador principiante irá ajoelhar‑se ou deitar‑se sobre a prancha cada vez que volta a subir após uma queda.

    Vantagens:

    • Grande estabilidade, mais tolerante a posições erradas e mais fácil de equilibrar.
    • Melhor flutuabilidade, permitindo ao praticante pôr-se de pé para levantar a vela em vez de recorrer à técnica do “waterstart” (reservada a velejadores mais experientes), mesmo em condições de vento fraco.
    • O patilhão aumenta a estabilidade da prancha bem como a resistência ao abatimento, ajudando a manter o rumo pretendido, especialmente quando se navega à bolina.

    Desvantagens:

    • Desempenho inferior.
    • O volume e a largura afetam fortemente a capacidade de manobra da prancha.
  • Como escolher a prancha de windsurf ideal para si?

    É principalmente o peso e o nível do praticante que vão determinar a escolha do volume da prancha. Quanto mais pesado o velejador, mais volumosa a prancha deverá ser para manter uma boa flutuabilidade. Uma prancha de windsurf de maior volume também flutuará melhor em condições de vento fraco. Os praticantes experientes ou que naveguem geralmente com ventos mais fortes deverão optar por pranchas de menor volume, que oferecem maior capacidade de manobra e melhor desempenho.

  • Quais os diferentes tipos de pranchas de windsurf?

    Prancha de windsurf Freestyle RRD

    Existem diferentes tipos de pranchas de windsurf, dependendo da categoria específica a que se destinam, nomeadamente iniciação, freeride, speed, slalom, ondas (wave), freestyle, race e allround. Geralmente, as pranchas de windsurf para principiantes, ou pranchas para iniciantes, são mais pesadas e largas. Já os praticantes de windsurf nas vertentes speed e ondas costumam preferir pranchas mais leves, feitas à base de fibra de carbono. As pranchas de speed são curtas e leves, de utilização mais difícil.

    Estas são algumas das principais categorias de windsurf:

    • O freeride não é uma categoria de competição. Este termo genérico designa simplesmente a prática recreativa de windsurf que não se rege por regras específicas.
    • No freestyle, os praticantes realizam saltos e outras manobras radicais com a prancha em águas calmas.
    • O slalom é uma prova de velocidade em que se deve percorrer uma trajetória pré-definida e assinalada por balizas.
    • No speed, os concorrentes passam um de cada vez por um canal, tentando atingir a máxima velocidade possível. Vence o mais rápido.
    • O wave, ou ondas, é um tipo mais complexo de windsurf e considerado o de maior espetacularidade, atraindo por isso muito público às competições.
    • O windfoil, ou windsurf com foil, é bastante recente e resulta da adaptação de um hidrofólio a uma prancha de windsurf.
  • Porquê escolher uma prancha de windsurf de ondas?

    Prancha de windsurf de ondas Simmer

    Para praticar windsurf em ondas, ou wave, é necessária uma prancha muito manobrável, que permita aliar manobras a mudanças rápidas de direção. As pranchas de ondas devem ser curtas, não muito largas e com pouco volume.

    Vantagens:

    • Rápida capacidade de resposta.
    • Manobrabilidade.

    Desvantagens:

    • Requer experiência, sendo essencial dominar as técnicas de waterstart, para levantar o aparelho, e de jibe rápido.
    • Utilização difícil ou mesmo impossível com ventos fracos devido à sua baixa flutuabilidade.
  • Porque deve a escolha da prancha ter em conta o tamanho da vela?

    A vela é o elemento que permite capturar a força do vento para impulsionar a prancha de windsurf. É importante ter em atenção a área vélica recomendada pelo fabricante da prancha. As volumosas pranchas de principiantes são compatíveis com diferentes tamanhos de velas. Como tal, é possível escolher a área da vela em função da força do vento: quanto mais forte for o vento com que se conta velejar, mais pequena deve ser a vela.

    Uma prancha de menor volume precisará de menos área vélica, especialmente para velejar com ventos moderados a fortes. Com vento fraco, se utilizarmos uma vela de grandes dimensões com este tipo de prancha, poderá ser difícil manobrá-la e manter o rumo desejado. Por outro lado, se a vela for demasiado pequena, será simplesmente impossível velejar, pois a fraca propulsão dada pelo vento não compensará a baixa flutuabilidade da prancha.

  • Que outro equipamento é essencial?

    Há diversos equipamentos disponíveis para pranchas de windsurf, alguns dos quais essenciais para a prática da modalidade. O arnês, embora não seja indispensável, oferece um grande conforto ao velejador, pois permite‑lhe usar o peso do corpo para controlar a vela, não precisando assim de exercer tanta força com os braços. Indicamos, em seguida, o equipamento essencial para todos os praticantes de windsurf, dos que estão agora a começar aos mais experientes.

    O equipamento completo de windsurf consiste numa prancha acompanhada de:

    • um mastro e um pé de mastro para o ligar à prancha;
    • uma retranca (wishbone);
    • uma vela;
    • uma ou mais quilhas (no caso de velejadores experientes) e um patilhão rebatível, também chamado “bolina retrátil” (para principiantes).
Related guides
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
1 comment
  • Jennifer Conway says:

    Hello there, just became alert to your blog through Google,
    and found that it is truly informative.
    I’m gonna watch out for brussels. I will
    appreciate if you continue this in future.
    Lots of people will be benefited from your writing.
    Cheers!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *